Banner Topo

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

NOTICIÁRIO DO MARANHÃO 02 DE DEZEMBRO DE 2010

MULHER MATA O MARIDO A FACADAS APÓS SER AGREDIDA
Uma briga entre marido e mulher acabou resultando em uma tragédia na noite dessa terça-feira, 30, por volta das 19 horas, na Cidade Olímpica. Arlete de Jesus Gomes Aragão, de 38 anos, assassinou o marido, Fortunato José Pereira, de 47 anos, com dois golpes de faca, na própria residência deles, localizada na Rua 14, nº 4, naquele mesmo bairro. Segundo informações do delegado titular do 12º DP, Alexandre Magno Alves, baseado em depoimento prestado pela acusada, o homicídio foi motivado por conta dos sucessivos atos de agressões praticados pela vítima, que trabalhava como guarda municipal na capital, contra a sua companheira. Ainda de acordo com o delegado, na terça-feira, o marido chegou em casa furioso e iniciou uma discussão com Arlete. Cansado de discutir com a mulher, Fortunato perdeu a paciência e começou a agredir Arlete com chutes, socos e pontapés. Irritada com a agressividade do marido, Arlete resolveu dar um basta nos atos do esposo. Ela foi até a cozinha, onde pegou uma faca e aplicou dois golpes no marido "valentão". Os dois golpes atingiram a região do tórax da vítima. Logo após ter esfaqueado Fortunato, Arlete socorreu o marido e o encaminhou para o Hospital Clementino Moura (Socorrão II), mas a vítima não resistiu e morreu logo após ter dado entrada nesta casa de saúde. Um policial militar que estava de plantão no hospital prendeu a acusada e a encaminhou para a delegacia da Cidade Olímpica, onde prestou depoimento e logo depois foi autuada em flagrante por homicídio. Após prestar esclarecimentos, Arlete foi encaminhada para o Centro de Reeducação e Inclusão Social de Mulheres Apenadas (Crisma), em Pedrinhas, onde ficará presa à disposição da Justiça.

MORRE TAXISTA BALEADO EM ASSALTO NA VILA REDENÇÃO
O taxista Edmilson Oliveira da Silva, 50 anos, que se encontrava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas, faleceu no início da manhã dessa quarta-feira (2).
Edmilson Oliveira da Silva, que também era conhecido por Edmilson Fotógrafo, havia sido alvejado com um tiro na nuca em um assalto ocorrido na madrugada dessa segunda-feira (29), na Vila Redenção.
Na última terça-feira (1), o quadro de Edmilson Oliveira Silva era estável, mas durante a madrugada de ontem piorou e ele veio a óbito.
O ponto de táxi de Edmilson Oliveira era próximo ao Imperatriz Shopping, na Rua Sergipe, onde os seus colegas estão indignados com o que aconteceu. Segundo os taxistas, eles estão sem nenhuma segurança para trabalhar. Há cerca de 30 dias, o taxista Joaquim, que faz ponto no Setor Rodoviário, foi assaltado pelo elemento Jhon Rodrigues Pereira, o "Banana", que se encontra preso. Joaquim teve mais sorte, embora tenha tido um revólver apontado na cabeça.
No caso de Edmilson Oliveira da Silva, três elementos foram presos, mas apenas prestaram depoimento e, em seguida, foram liberados. Segundo o delegado Nivaldo de Jesus Furtado Fagundes, as provas não eram suficientes para mantê-los presos.
Com a liberação dos três suspeitos, as investigações do latrocínio (roubo seguido de morte) de que foi vítima Edmilson Oliveira da Silva volta à estaca zero.
Vários taxistas, acompanhados do presidente do Sindicato dos Taxistas de Imperatriz e de familiares de Edmilson Oliveira da Silva, conversaram com o delegado Fagundes e disseram que vão ajudar nas investigações para que os responsáveis pelo crime sejam presos e que a justiça seja feita.
O corpo de Edmilson Oliveira foi removido do Hospital das Clínicas para o Instituto Médico Legal (IML) e de lá liberados para os familiares. O sepultamento acontece hoje, no fim da tarde.

POLÍCIA CUMPRE MANDADO E PRENDE
LADRÃO DE MOTO E HOMICIDA EM TIMON
Por determinação da Justiça, através de um mandado de prisão expedida pelo Juízo da 5ª Vara Criminal, policiais civis prenderam Randerson da Silva Rocha, natural de Presidente Figueiredo, estado do Amazonas. A prisão aconteceu por volta de 11 horas dessa quarta-feira (1).
Pesa contra Randerson da Silva Rocha a acusação de ter efetuado um assalto no dia 20 de agosto de 2010, no bairro Vila João Reis, ocasião em que ele roubou uma motocicleta, mediante o uso de arma de fogo em desfavor da vítima.
As vítimas de Randerson se deslocaram até a Delegacia do 1º Distrito de Timon, onde o reconheceram como o autor do presente delito, motivo pelo qual o presente reconhecimento será devidamente encaminhado à Justiça Criminal para fins de juntada aos autos do processo.
Randerson é acusado ainda da prática de homicídio doloso, ocorrido no início do corrente ano, motivo pelo qual o mesmo foi denunciado pela justiça pública de Timon, em processo já em trâmite. Ele se encontra preso na Delegacia do 1º DP, à disposição da Justiça.

POLÍCIA INVESTIGA ASSALTO NA SEDE DO CAVALO DE AÇO
A Polícia Civil está investigando o assalto que aconteceu no fim da tarde dessa terça-feira (3), no CT Maranhão do Sul, sede do Cavalo de Aço, localizada na rodovia Pedro Neiva de Santana, a 8 quilômetros do centro de Imperatriz.
O supervisor Edvaldo Cardoso, o técnico Hugo Sales e vários jogadores que se encontravam no local no momento do assalto foram até o Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, onde registraram ocorrência. Com base na ocorrência é que a polícia iniciou as investigações.
O assalto aconteceu no fim da tarde de terça-feira (30), ocasião em que o supervisor Edvaldo Cardoso estava efetuando o pagamento dos jogadores. No local, também estava o treinador Hugo Sales.
Os dois elementos chegaram ao CT Maranhão do Sul em uma motocicleta e foram direto para a sala onde estava sendo realizado o pagamento. Eles roubaram todo o dinheiro, cerca de R$ 13 mil, e fugiram tomando rumo ignorado. Os bandidos também levaram os celulares do supervisor Edvaldo Cardoso e do técnico Hugo Sales.
Para a polícia, houve vazamento de informações, porque os dois elementos, quando chegaram na sede do Cavalo de Aço, foram direto para a sala onde estava sendo feito o pagamento, além de saberem justamente o dia e a hora. Essa não foi a primeira vez que o Imperatriz foi vítima de assalto. Em 2007 ladrões levaram cerca de R$ 8 mil da renda de um jogo.

MOTOBOY É ASSALTADO POR DUPLA DE MOTOQUEIROS
Motoqueiros assaltantes vêm aterrorizando Imperatriz com vários assaltos nos últimos dias. Nessa quarta-feira (1º), por volta de 15 horas, eles voltaram a agir e assaltaram o motoboy da River Refrigerantes, Cícero dos Santos Costa, 27 anos.
Segundo Cícero, ele saía da empresa, localizada na BR-010, próximo ao povoado Lagoa Verde, para fazer um depósito em uma agência bancária.
Quando saía no portão da empresa, pilotando sua motocicleta, Cícero avistou os dois motoqueiros que vinham em sua direção. Retornou, mas os bandidos o perseguiram, o derrubaram e roubaram o dinheiro que seria depositado, cerca de R$ 5 mil.
Na fuga, ainda efetuou disparos contra a vítima e um dos projéteis o atingiu de raspão na cabeça. Cícero foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Imperatriz, o Socorrão, onde foi medicado e ficou em observação durante o resto da tarde.
Segundo Cícero, essa foi a terceira vez que ele foi vítima de assalto desde que trabalha na empresa. Para a polícia, essa dupla de motoqueiros assaltante pode ser a mesma que assaltou, no fim da tarde de terça-feira, a sede do Imperatriz, de onde roubaram R$ 13 mil.
Assaltos em Imperatriz estão aumentando a cada dia, em função da diminuição das ações policiais nas ruas do centro e bairros da cidade.
Na Vila Lobão, no último domingo, bandidos realizaram um verdadeiro arrastão e duas pessoas foram baleadas, provocando a morte de um taxista, e um comerciante se encontra internado em estado grave. Tudo isso porque o comerciante, identificado por Valdir Alves Silva, tentou defender o seu patrimônio, uma motocicleta.

EM SANTA INÊS ENVOLVIDO COM O TRÁFICO 
DE DROGAS FOI EXECUTADO COM 13 TIROS
A vítima foi morta a poucos metros de sua residência e segundo informações, o motivo pode ter sido acerto de contas no mundo das drogas
José Honilson Correa, mais conhecido como "Zé Branco", foi morto na noite de segunda-feira, dia 29, na MA-320, próximo a sua residência localizada na rua Humberto de Campos, bairro São Benedito. Na pista e no acostamento ainda havia marcas de sangue e vestígio de balas na manhã de ontem, terça-feira, o que demonstra a violência do ato. "Zé Branco" foi executado com vários tiros disparados a queima roupa.
O crime ocorreu por volta das 22 horas. Segundo informações de moradores que presenciaram a cena, "Zé Branco" vinha em sua moto após participar de um jogo de baralhos em um local não divulgado, seguindo na direção a sua residência, quando parou no acostamento para dar sinal de que ia entrar para a rua Humberto Campos, foi aí que duas motos vieram ao seu encontro, sendo uma Bros de cor vermelha e uma Titan de cor preta, segundo testemunhas, seus ocupantes dispararam três tiros, sendo que dois acertaram as costas de "Zé Branco" que foi de encontro ao chão, momento em que foi dado inicio a uma chuva de tiros a queima roupa em seu corpo matando-o na hora.
O prefeito de Pindaré, Henrique Salgado, que passava pelo local no momento, ainda deu socorro a "Zé Branco" levando-o para o Hospital Tomás Martins, porém já era tarde demais. Segundo informações de funcionários do HTM a vítima levou 13 tiros que lhe acertaram a cabeça, pescoço, nuca, braços, ombro e peito.
José Honilson, o "Zé Branco" já era conhecido da polícia local, tendo sido preso em setembro de 2009 por traficar drogas em sua residência. A polícia acha que o motivo de sua morte pode ter sido um acerto de contas entre traficantes da cidade. O caso está sendo investigado, porém até o fechamento desta edição a polícia não havia prendido os autores dos disparos que mataram "Zé Branco".
Fonte: O Progresso & Agora Santa Inês

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as Regras:
Todos os comentários são lidos e previamente moderados.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:
1°- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da postagem;
2°- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
3°- Não Inclua links desnecesssários no conteúdo do comentário;
4°- Acusações sem provas e incitações ao crime não serão aceitos;
5°- Palavrões, discriminação racial ou de qualquer tipo não serão publicados.

Postar um comentário

Eletro_Posto_Marisilva